Um Blog para todos que adoram Fuscas, Aventuras, Passeios, Viagens, Off-Road e carros em geral!

Dicas Técnicas: Travas Veronezzi

21 comentários
Ninguém está livre da possibilidade de ter seu veículo furtado!

No caso específico de Fuscas e afins, pela facilidade de fazê-los funcionar, os índices de sinistros são bastante elevados. Agrava o já triste fato a condição de não serem cobertos por apólices de seguro, culminando numa situação ainda mais delicada para nós, os proprietários.

Tive um Fusca (o Ray) que, mesmo com 03 travas, foi furtado. O próprio Barrinho quase foi levado embora. Decidi então partir para algo mais elaborado, e que, preferencialmente, pudesse trabalhar conjuntamente com mais alarmes, travas e segredos (mas, ao mesmo tempo, de modo independente e diferente).

Após um período de pesquisas tentando encontrar algum anti-furto eficiente, cheguei a conclusão que, de forma geral, as travas comuns existentes no mercado se apresentam com evidentes pontos fracos. Cada opção tem um aspecto muito bom, mas é ponderada por outro aspecto muito ruim, complicando a decisão e escolha.

Foi quando,  através de uma feliz indicação de um amigo trilheiro e fusqueiro, que conheci as Travas Veronezzi.



Trava Veronezzi: a qualidade geral do equipamento é bastante positiva.


Chamou-me a atenção a metodologia de operação empregada nesta trava: não existe bloqueador elétrico ou eletrônico, sendo tudo conduzido de forma mecânica (ponto positivo para a confiabilidade da trava, que casa perfeitamente bem com a condição de nossos besouros, que possuem pouca parte elétrica e eletrônica).

Conforme alguns relatos de amigos, vários Fuscas já tiveram os seus destinos mudados por conta destas travas, voltando aos seus proprietários após tentativas frustradas de furtos e roubos, onde a  ação da trava supracitada foi decisiva.

Estudando o produto, descobri que as Travas Veronezzi foram bastante instaladas em veículos diesel, justamente pelo corte mecânico do fluxo de combustível, notadamente nos mais antigos. No caso dos carros carburados, o emprego desta trava garante sua condição ideal de manejo. Elas podem ser instaladas em qualquer viatura, mas, no caso dos carros mais modernos, com bombas de combustível elétricas, estas podem ser queimadas se o proprietário esquecer de destravar o botão que liberaria o fluxo de combustível (lembrando que as bombas elétricas são refrigeradas pelo próprio combustível). No caso dos nossos queridos besouros - e sua respectiva família - há um ótimo casamento entre o modo de operação da trava com a mecânica do carro, gerando um sistema anti-furto bastante interessante.

O Quitério, que responde pela Veronezzi, chegou hoje ao local combinado dentro do horário previsto, sendo ele bastante pontual (o atendimento é em domicílio). Aproximadamente 01 hora foi necessária para a instalação total da trava.

O serviço foi bem feito, sendo que o atendimento de vendas, a instalação e o produto merecem uma avaliação positiva de nossa parte. O pós vendas deverá seguir a mesma linha de boa qualidade, segundo informações de usuários mais antigos desta trava.



Após instalada, a trava oferece um bom acabamento geral, ainda que seja necessário um furo de tamanho razoável na lataria do carro.


Especificamente no caso da Penélope, ela recebeu a trava em local diferente do que é o usual. Isso porque geralmente o Quitério - conforme ele explicou - instala a trava sob o assoalho do Fusca, facilitando a operação para o condutor, de forma geral. Contudo, como existe a pretensão de empregar o carro em trilhas leves e passeios off-road, há sempre o risco de algo enroscar no assoalho. Assim, por segurança, colocamos a trava próxima dos pés do motorista, perto dos pedais. Isso irá proteger os canos e mangueiras de combustível, evitando contratempos longe de casa e no meio do nada.

Também aproveitei que a viatura está em fase final de acabamentos - depois de uma pequena e necessária reforma - para instalar a trava antes de colocar os revestimentos internos, possibilitando uma maior facilidade e agilidade nesta etapa, além de permitir uma posterior adequação das passadeiras internas da forração junto à trava, podendo, eventualmente, até ser feito algo para ajudar a esconder ainda mais o fecho que recebe a chave para a operação de destravamento.



O acabamento cuidadoso segue na parte que fica dentro do carro, com todas as peças de boa qualidade, boa apresentação e bem protegidas. Neste caso, a mangueira recebe um revestimento para proteção e para dificultar eventuais assédios provenientes da bandidagem.


Fiz um teste para checar na prática o funcionamento desta trava. Simulei uma abordagem em trânsito (para proprietários de Fusca, diga-se, o fato é raro). Bati o pé na trava, acionando-a, e mantive o pedal parcialmente acelerado, simulando uma fuga do meliante. O carro funciona durante alguns bons instantes (o tempo exato dependerá do quanto o ladrão pisará no pedal do acelerador), tempo esse que propicia plena possibilidade de você entregar o carro após acionar a trava, e se ausentar do local, enquanto o malfeitor inicia o deslocamento com o veículo. Depois de andar um pouco, o carro irá parar, provavelmente convencendo o usurpador a abandoná-lo.

Esse tempo de deslocamento também vale para um furto com o carro estacionado (desde que a trava esteja acionada, por óbvio). O vagabundo irá andar por alguns bons metros antes de ter o corte de combustível, pegando-o desprevenido e, provavelmente, fazendo-o abandonar o carro e partir para uma outra vítima mais fácil.

Tal feito - o atraso no corte efetivo - ocorre porque, após bloquear o fluxo de combustível, o motor terá de consumir todo o preciso líquido do carburador e das mangueiras adjacentes até que o carro pare por pane-seca. Se tentarmos ligar o motor após isso, ele ameaça pegar e morre.

A partir daí, precisaremos desbloquear o botão com a chave (que tem ressaltos específicos para evitar o uso de outras chaves que não a sua própria), aguardar alguns instantes para que o combustível recomponha seu fluxo normal (alguns poucos segundos bastam), e, ainda assim, o motor provavelmente não irá funcionar na primeira tentativa, sendo geralmente necessário um segundo acionamento para o motor ligar e estabilizar.

Considero tais demoras para o efetivo corte de combustível bem vindas, uma vez que, ao ser abordado, o motorista tem tempo hábil para se ausentar do local até o carro parar (e, assim, não ser vingado pelo bandido raivoso - o que poderia acontecer se o carro morresse logo em seguida). Considero, também, que a parada durante a fuga irá pegar o safado de surpresa (efeitos surpresa são sempre positivos), contribuindo para a argumentação psicológica de que ele deve deixar o carro onde está e bater em retirada.



Após instalada, a Trava Veronezzi apresenta boa aparência geral de instalação. Posteriormente, com o devido revestimento interno no lugar, ela ficará bastante oculta, dificultando a sua localização.


Se a trava realmente funciona, eu sinceramente não gostaria de saber. Prefiro ficar com a curiosidade.

Mas, se um dia algo acontecer, ao menos tenho excelentes referências de que a Penélope irá voltar para mim!

Quem se interessar por maiores informações, poderá conversar diretamente com o Quitério;

- Site: www.travasveronezzi.com
- Telefone: (11) 3865 - 8531
- E-mail: quiterio@ymail.com


Nos vemos na estrada!

21 comentários :

  1. Grande Rodrigo...
    Fiquei muito satisfeito em saber que vc instalou a trava Veronezzi e, mais uma vez eu digo que uso esse sistema em todos os meus carro, há uns bons 30 anos e sempre recomendo!
    Teve um tio, que já é falecido, que recuperou a sua Brasília, na época era um carro novo, que sofreu uma tentativa de furto. Ele recuperou pq a trava fez o seu trabalho.
    Tb tem aquele Fuscão 74, que foi meu e hoje está com o meu tio (um velhinho de 84 anos), que está na família há cerca de 30 anos. Esse Fuscão já foi recuperado de furto DUAS VEZES, justamente pq a trava Veronezzi fez o seu trabalho.
    Meu tio morava na Rua Cardeal Arcoverde, na 1ª quadra, lá em cima e, para quem não conhece, é um descidão bem longo. Na 1ª tentativa de furto, o Fusca estava estacionado na porta da casa dele e foi levado... meu tio me ligou e contou o ocorrido, desesperado... eu perguntei se ele tinha acionado a trava e ele disse que sim... aí, eu perguntei se ele tinha olhado na rua e ele disse que não... pedi que ele fosse olhar na rua e, para nossa surpresa, o carrinho estava abandonado na 1ª esquina, com as portas abertas...!
    Na segunda vez, parado na porta, da mesma forma, o carrinho foi levado... meu tio me ligou para dar a notícia e disse que não viu o carro na rua... pedi pro meu pai levá-lo à delegacia, para fazer o registro da ocorrência, peguei o meu carro e fui para lá, para procurar o Fusca. Já que a rua dele era uma grande descida, resolvi ir entrando nas transversais, para procurar o Fuscão. Na 4ª travessa, encontrei o Fuscão embicado no portão de garagem de uma casa que estava à venda!!! Passei com cuidado e não tinha ninguém por perto, liguei pro meu tio e ele ainda não tinha nem conseguido concluir o registro da ocorrência!!! Fiquei esperando a uma distância segura, de onde eu tinha visão do carro, até que meu tio veio com uma viatura da PM. O policial segurou a lanterna para que eu pudesse fazer a ligação direta (arrancaram o miolo da ignição) e levamos o carro para ser liberado.
    Como eu disse, tenho a trava em todos os meus carros e tem mais uma história: quando fomos pro deserto do Atacama, com a Ibiza, que é uma F-1000 com carroceria de fibra, da Sousa Ramos, lá no Chile, tive um problema que prendia a chave no contato da ignição e a gente não conseguia tirar a chave... funcionava normal, mas não dava para tirar a chave, que ficava espetada no contato... imagina, um carro a diesel, com a chave dando sopa... eu passei a jogar uma toalha por cima da coluna de direção (para esconder a chave) e só fiquei tranquilo pq tinha a trava Veronezzi instalada. Com ela acionada, eu sabia que ninguém iria conseguir levar o carro.
    A trava tb pode ser usada em carros injetados! Eu tenho nos meus 3 Gurgel, na Ibiza, nesse Fusca que está com o meu tio e tb no Santana e no Polo (estes são injetados). Se esquecer de abrir, faz um barulho quando vc tenta dar a partida, que faz vc lembrar na hora...! O Polo nem pega com ela travada.
    Abração e muita luz!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo onde eu acho quem instala essa trava no meu carro ai em São Paulo?. 89 999041226 WHATSAPP. Romildo . Obrigado

      Excluir
  2. Só uma coisa: esse e-mail do Quitério tá certo?! Por favor, dê uma conferida nele.

    ResponderExcluir
  3. Grande Fernando! Obrigado por enriquecer o Blog com sua vastíssima experiência em carros e viagens! Apareça sempre que quiser para contribuir com ensinamentos! Em tempo: este e-mail é o que utilizei para conversar com ele e solicitar a instalação. Ele foi informado da postagem sobre a trava, de forma que, havendo qualquer erro, posso corrigir o e-mail, além de o espaço estar aberto para ele. Obrigado! Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite. Saberia me informar se esta trava serviria na Toyota Bandeirante? O contato da pessoa que instala, vc tem? Obrigado

      Excluir
    2. Alessandro, acredito que sirva sim pois está trava corta mecanicamente o fluxo de combustível. Acredito ser uma excelente opção para a maravilhosa Band. Seguem os contatos do Quiterio: 11 38658531 e e-mail quiterio@ymail.com

      Excluir
  4. Para carros novos também tenho que fazer esse furo ai??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisa sim, Diego. Mas dá para fazer no assoalho. E o acabamento é bom. Mas acho muito válido só se você não tiver seguro.

      Excluir
  5. Estou interessado em comprar trava marca Veronezzi costa gasolina acionar com os pés !!
    Sou de Porto Alegre rs ( Brasil )
    Tem onde comprar por aqui !!
    Luis Candido !!
    Aguardo retorno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Luis Candido. Primeiramente, desculpe a demora em responder. Sinceramente não sei lhe informar sobre isso, mas, de qualquer modo, segue o contato do Facebook do fabricante da trava: https://www.facebook.com/travasveronezzi.travasdecombustivel?fref=ts

      Excluir
  6. Meu carro é um Gol 94 Cht Quadrado ( Gasolina ) quero estalar logo por aqui esta tendo muito roubo de gol Quadrado !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luis, por favor, informe um e-mail e telefone de contato para que seja repassado ao Quitério da Trava Veronezzi. Att.

      Excluir
  7. Bom dia gostaria de adquirir uma trava dessa aqui em são José dos campos SP como fasso pra tela meu email fellipejdcia@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz, caso o fabricante não tenha entrado em contato contigo, por favor, informe-me. Obrigado!

      Excluir
  8. Bom dia gostaria de adquirir uma trava dessa aqui em são José dos campos SP como fasso pra tela meu email fellipejdcia@gmail.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, ela é acionada com os pés ou apenas com a chave?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos, para acionar, você aperta um botão com os pés. Para destravar, ai precisa da chave! Qualquer coisa nos retorne!

      Excluir
  10. Gente, essa Travas Veronezzi funciona no "Uno Mille Fire Flex" ou é indicado alguma outra? E se for indicado, onde eu encontro essa trava? Moro em Fortaleza.

    ResponderExcluir
  11. Oi ! Depoimentos ricos e convincentes.
    Obrigado por compartilharem essa experiências.
    Entrei no site.. e nada!! Como consigo instalar ou comprar uma trava?

    ResponderExcluir
  12. Bom dia. Quero comprar essa trava mas não estou conseguindo contato.se alguem puder me ajudar passando um telefone.obrigada

    ResponderExcluir
  13. Boa noite.Peço licença para publicar o endereço e página de nossa empresa, somos fabricantes a 5 anos de trava corte combustível.Demais dúvidas estou a disposição meu contato está na página da empresa.Obrigado.
    https://www.facebook.com/Sate-Sistema-Auto-Travante-Estacion%C3%A1rio-1965497633749313/?modal=admin_todo_tour

    ResponderExcluir