Um Blog para todos que adoram Fuscas, Aventuras, Passeios, Viagens, Off-Road e carros em geral!

Literatura: Fusca sujo, alma limpa

2 comentários

Brincando de sujar o Barrinho no famoso Morro do Puma, em Atibaia - SP.



A relação homem - máquina sempre foi algo não plenamente compreendido pela esmagadora maioria das pessoas. Não podemos condená-las, porém. Afinal de contas, não é fácil entender como podemos gostar tanto de objetos supostamente inanimados.

Usei o termo supostamente de forma proposital, pois algumas máquinas possuem algum tipo de vida própria, quase uma espécie de alma, e isso é corroborado por certos fatos incompreensíveis, ainda que incontestáveis e absolutos.



Turma de amigos: Fusca "Joca" do Alexandre; (ex) Rural "Madame" do Fernando Miguel, e, ao fundo, meu ex - Fusca "Barrinho", num divertido dia de brincadeiras fora de estrada.


A paixão por Fuscas muitas vezes nasce e cresce ombreando as aventuras fora de estrada. Contudo, numa primeira observação superficial, sujar carros com lama pode parecer algo bobo, por mais que a brincadeira seja fantástica.

Mas, atentando-se ao fato sob outra óptica, pode-se inferir que o off - road é um hobby no qual o piloto e a viatura tem de estar em perfeita sintonia para vencerem os obstáculos naturais. Maximizando-se o grau de dificuldade dos desafios, aumenta-se a habilidade necessária. E, a cada nova incursão, conhecimentos diversos são absorvidos e muito se aprende, uma vez que jamais ou  passeio ou uma trilha são iguais a outros anteriores, mesmo que o caminho seja exatamente o mesmo! Daí o sabor especial de vencer cada um dos obstáculos, pois eles são únicos. E, para o sucesso da missão, todos precisam contar com um enorme grau de camaradagem e amizade entre os integrantes do grupo aventureiro. Normalmente, as condutas são norteadas pelo lema "entra junto, sai junto". Em outras palavras, tem-se como valor intrínseco que, não importa o que aconteça, todos tem de se unir para superar quaisquer adversidades que surjam no caminho, muitas das quais plenamente imprevisíveis. Esse comprometimento entre os integrantes de um grupo, sobretudo nos egoístas dias atuais, é raro e muito encantador!




Barrinho compondo um trio de amigos (Explorer do Fernando Miguel e Kombi "Narangah" do Alexandre). Juntos, subimos a Trilha da Placa, em Cajamar - SP, num dia de muita chuva!


As viaturas mais equipadas conduzidas por pilotos mais experientes permitem que, com habilidoso manejo, sejam conhecidos locais de grande beleza, quando podemos interagir de verdade com a natureza, fugindo por completo do mundo maluco em que vivemos. Cansa-se o corpo, relaxa-se a mente!

Somente quem experimenta a deliciosa sensação de trafegar por trechos tido como intransitáveis para pessoas e carros comuns sabe o quão gostoso é o sabor da superação conjunta do binômio homem - maquina.

A concentração necessária durante a pratica do off - road faz com que os envolvidos esqueçam momentaneamente de todos os problemas daquela vida que, naquele instante, parece não existir. Tais revezes são sempre deixados para fora do carro, desde o início até o término do passeio (afinal, peso inútil extra geralmente atrapalha...).

A sensação indescritível de experimentar o sucesso da empreitada, o convívio com os grandes amigos e a proximidade ímpar da natureza tornam este relaxamento mental impagável.




Brincar com Fuscas na terra é divertido, por vezes emocionante, e sempre relaxante!


E, ao término de um dia de diversão e aventuras, as imagens do por-do-sol no fim de tarde, assistidas normalmente de locais privilegiados, encerram um dos mais belos espetáculos desta vida (e que é gratuito, por enquanto!), cuja beleza e encanto são geralmente esquecidos na correria cotidiana, especialmente para os moradores dos grandes centros urbanos.




Fuscas Barrinho e Joca passeando por trechos de mata fechada em Caucaia do Alto - SP. Para quem gosta de conhecer lugares inóspitos, belas paisagens e muita natureza, sujar os carros é apenas uma consequência (mas uma parte extremamente divertida da brincadeira!).


Infelizmente, algumas pessoas torcem o nariz quando veem um comboio composto de viaturas imundas, sujas das rodas ao teto. Menosprezam-nas!

Mas para nós - e para as queridas viaturas - não importa a opinião alheia.  Aquela sujeira toda, os riscos e os arranhões são troféus e medalhas que premiam mais um combate vencido.




Afinal... quando o Fusca está sujo, a alma está limpa!


Nos vemos na estrada!

2 comentários :

  1. Essa é a nossa forma de carregar nossas energias. Brincar na lama junto a natureza respeitando-a. Vivemos em um mundo doido e para não somatizar sintomas dos problemas do dia a dia nada melhor que fazer algo que goste. Se desligar um pouco. E você o que faz para ser feliz e estar bem?

    ResponderExcluir